Facebook

Twitter

Copyright 2015 Leandro Fialho Consultório Jurídico.
Todos os direitos reservados.

O que é Mediação?

A Mediação é uma alternativa para solucionar conflitos em casos onde se busca a proteção e a preservação dos vínculos afetivos, ou comerciais, existentes entre as partes.

 

A Mediação acontece em um processo célere, voluntário e sigiloso, onde se busca equalizar amigavelmente os interesses dos envolvidos e, assim, encerrar a disputa das partes de forma eficiente e definitiva.

Confira esse vídeo preparado pela Advocacia Geral da União para apresentar as diferenças entre Conciliação, Mediação e Arbitragem. Aprenda de forma fácil sobre esses métodos que estão revolucionando a maneira de solucionar conflitos no Brasil e no Mundo.

Essa é uma das alternativas ao processo judicial que tem se revelado adequada para a solução de conflitos comerciais e familiares, mostrando-se capaz de transformar problemas de diversas ordens em soluções consensuais e amigáveis.

 

Na Mediação todos os esforços são focados na busca de um acordo, e as partes possuem controle total sobre o processo, sobre o seu andamento e os seus resultados.

 

Quem busca a mediação quer resolver ou evitar um conflito.

A Mediação é uma oportunidade para as partes exporem suas razões de forma civilizada, sendo assessoradas por pessoas imparciais, preparadas para moderar o diálogo entre partes durante momentos de instabilidades por elas vividos.

 

Caso seja vontade dos envolvidos, as sessões de Mediação podem ocorrer de forma isolada, evitando eventuais desgastes desnecessários.

 

Diferente da ação judicial, onde um juiz impõe sua decisão às partes, na Mediação o objetivo é a criação de acordos para pacificar relações, dentro de um ambiente colaborativo, onde as partes poderão expor as suas conclusões e vontades para por fim ao conflito entre elas.

Em quais casos é possível resolver um conflito por Mediação?

A Mediação pode ser utilizada em qualquer impasse que envolva o Direito Civil, que inclui o Direito de Família.

 

Muitos casos levados à Mediação, atualmente, estão relacionados a conflitos familiares como, por exemplo, casos de separação ou divórcio, de divisão de bens, de sustento e guarda dos filhos, de visitação, de pagamento de pensão, de herança, de doação, de partilha, entre outros.

 

Por ser recente no Brasil, a Mediação é um meio é ainda pouco conhecido no país. No entanto, ela vem sendo utilizada com êxito por aqui e também em outros países como os Estados Unidos, o Japão, o Canadá, a China e em países europeus.

 

Esse método é recomendado para a pacificação de relações que serão, de uma forma ou de outra, duradouras no futuro como, por exemplo, nos casos que envolvam filhos.

 

Também é uma opção para casos que já estejam sendo discutidos em um processo judicial ou, até mesmo, em casos já sentenciados.

 

Caso uma, ou ambas as partes, queiram rever a sentença, elas podem fazer uso da mediação para, através de um acordo consensual, mudar aquela decisão judicial.

Como é feita a Mediação?

A Mediação, apesar de não ser um processo judicial, também tem uma organização. Seu processo é dividido em começo, meio e fim.

 

Ela começa com uma reunião conhecida como “pré-mediação”. Nessa primeira reunião as partes serão orientadas sobre as melhores práticas da mediação e suas etapas.

 

Nesse momento, avalia-se se a mediação será mesmo um meio adequado para se alcançar a pacificação das questões trazidas pelos interessados, bem como avalia-se a vontade das partes em solucionar o conflito por si próprias.

Nas reuniões seguintes, os interessados irão conversar sobre a situação conflituosa e expor os seus interesses, as suas motivações e pretensões para então, buscarem uma solução que vá ao encontro das suas necessidades e interesses de ambos.

 

Todas as reuniões de mediação são acompanhadas pelo mediador. O mediador deve ser uma pessoa neutra, treinada para ajudar as partes a identificar as questões mais importantes do impasse . Ele incentiva a criação de alternativas para que os interessados alcancem o acordo que colocará fim ao conflito.

 

Os mediadores são facilitadores do diálogo positivo. O objetivo é criar um ambiente propício para a identificação da vontade das partes, com confidencialidade e imparcialidade, assegurando a igualdade de tratamento e o equilíbrio nas negociações.

Os mediadores não tomam decisões. A solução do conflito é criada pelas próprias partes.

 

Se necessário, o mediador poderá fazer consultas a outros especialistas para buscar esclarecimento ou orientação em casos específicos. Sempre com o intuito de facilitar a criação de um acordo.

 

E, ao final, chegando-se a um acordo, as partes poderão homologá-la na justiça. Todo acordo homologado ganha força executiva judicial, e passa a ter os mesmos efeitos de uma sentença judicial.

 

A duração do processo de Mediação dependerá, principalmente, da vontade das partes em chegar a um acordo.

Quais as vantagens de se fazer uma Mediação?

A Mediação é um processo rápido e eficaz em seus resultados. Ela garante a privacidade e o sigilo que o caso exige, reduz a duração do impasse e facilita a comunicação. Além de promover um ambiente mais colaborativo e o compromisso das partes para o cumprimento do acordo.

 

Esse método acaba com a imprevisibilidade de uma sentença judicial futura. Ela oferece a flexibilidade necessária para as partes alcançarem um acordo, eliminando o custo emocional e financeiro do processo judicial.

 

Caso não haja sucesso na mediação, as partes poderão ser encaminhadas para conciliação, ou até mesmo para uma ação judicial.

Você está pensando em fazer uma Mediação em Belo Horizonte?

 

Clique aqui e agende uma consulta jurídica conosco. Fazemos atendimento presencial em Belo Horizonte/MG.

Caso queira, envie-nos uma mensagem com suas dúvidas.

 

Conte conosco. Estamos preparados para te atender!

Estamos aqui para ajudar

Fale conosco!

    Copyright 2021 Leandro Fialho - Consultório Jurídico

    Artigos por Categoria

    Notícias Relacionadas

    Desapropriação por valor injusto - valor menor - ato de ilegalidade | Advogado BH - Imobiliário e Administrativo

    Já falamos a respeito da desapropriação, os seus conceitos e as principais informações que toda pessoa interessada deve saber sobre o assunto (clique aqui para ler o artigo). Um dos pontos levantados é que, caso …
    Abrir
    Desapropriação por valor abaixo do mercado | O que fazer? - Advogado BH

    A desapropriação de área privada é um assunto de interesse público. Afinal, qualquer pessoa que possui um bem imóvel poderá receber uma ordem de desapropriação do Município, do Estado ou da União. Contudo, até mesmo …
    Abrir
    O que é Desapropriação? Como funciona a Desapropriação | Advogado Belo Horizonte - Direito Imobiliário

    Durante algum passeio numa rodovia em obras de ampliação, você já deve ter se perguntado como que o Estado fez para adquirir tão extensa parte de terra. E, ainda, como é que todos os antigos …
    Abrir
    Custo Usucapião Extrajudicial - Quanto custa Usucapião Extrajudicial | Advogado BH

    A Usucapião é, muitas vezes, a única saída que o possuidor de um imóvel irregular poderá se valer para buscar regularizá-lo. E, não por menos, uma das dúvidas mais comuns entre os interessados é essa: …
    Abrir
    Efeitos da Usucapião | Ação de Usucapião Extrajudicial - Advogado BH

    A Usucapião é uma ação bastante popular nos dias de hoje, sendo frequentemente buscada por aqueles que desejam regularizar o imóvel sobre o qual exercem posse. Sendo assim, é muito importante conhecer os efeitos produzidos …
    Abrir
    Posse Qualificada para Usucapião | Saiba o que é a Posse Qualificada - Advogado BH

    De acordo com as Leis brasileiras, considera-se possuidor todo cidadão que tem o exercício de fato, pleno ou não, de algum dos poderes inerentes à propriedade. É o que se vê no art. 1.196 do …
    Abrir
    Autorização do Cônjuge para Renúnciar à Herança - Outorga Uxória, Outorga Marital, Autorização do Marido e Autorização da Esposa | Advogado BH

    O Código Civil Brasileiro define, em seu artigo 1.647 os atos para os quais se exige a autorização do cônjuge para a sua realização. Vejamos: Art. 1.647. Ressalvado o disposto no art. 1.648, nenhum dos …
    Abrir
    Renunciar Herança por Procurador - Advogado BH | Renúncia de Herança

    Uma pergunta comum feita por pessoas que vivem fora da comarca onde está sendo processada a ação de Inventário, muitas vezes até fora do país, é sobre a possibilidade de renunciar a herança através de …
    Abrir
    Usucapião | Veja as possibilidades de somar-se o tempo de posse do antecessor à sua posse

    A comprovação do tempo de posse qualificada exercida sobre um imóvel é condição essencial para a realização da ação de Usucapião. Além disso, é importante observar que existem diferentes modalidades de Usucapião, e cada qual …
    Abrir
    Usucapião Coletiva Urbana - regularizar imóvel em grupo | Advogado BH

    Ação “em grupo” Não é novidade que a “luta pela terra” sempre foi um problema social no Brasil. E, em decorrência disso, surgiram diversas demandas jurídicas com vistas a decidir sobre a legitimidade das ocupações …
    Abrir

    Carregando...;

    Nenhum comentário por enquanto. Seja o primeiro a comentar!

    Deixe um comentário

    ×